Categorias
Reflexão Significado

O que é Indústria Cultural? 3 Exemplos da Cultura de Massa

Indústria cultural é o termo usado pelos pensadores Theodor Adorno e Max Horkheimer para descrever como a cultura popular se assemelha a uma indústria, dentro da sociedade capitalista.

Dentro dessa indústria, filmes, rádio e revistas criam produtos culturais padronizados.

Esses produtos, por sua vez, levam à padronização da forma de pensar e agir de quem os consome.

Dessa forma, a indústria cultural tende a transformar a sociedade num sistema uniforme e massificado.

O que é Industria Cultural?

O que é Indústria Cultural?

De forma mais profunda, a indústria cultural baseia-se na aparente contradição entre a cultura humana e a indústria mecânica.

De acordo com a teoria descrita por Adorno e Horkheimer no livro Dialética do Esclarecimento, todas as formas de cultura (literatura, filmes e até a música) se tornaram parte do sistema capitalista de produção.

Essa indústria possui mecanismos culturais profundos e não apenas econômicos.

Além disso, Adorno e Horkheimer argumentam que a cultura é uma forma de demonstração de poder na sociedade contemporânea.

No capítulo intitulado “A indústria cultural: iluminação como engano em massa” poder é definido como uma força absoluta e abrangente, impulsionada a uma velocidade implacável pelo motor do capitalismo.

Dessa forma, esses produtos culturais não são destinados apenas ao lucro, mas também produzem consumidores adaptados às necessidades do sistema capitalista.

Exemplo 1. Novela das 8.

Casa de Novela

Um exemplo simples que pode ajudar a explicar a indústria cultural é o estilo de vida da TV.

Já reparou como os personagens dos filmes, novelas e seriados geralmente têm ótimas casas e roupas bonitas (exceto no caso em que o personagem é pobre)?

De acordo com Adorno e Horkheimer, isso não é uma coincidência.

Isso porque esses programas repetem de forma exaustiva uma mensagem consumista sobre como a vida deve ser.

Água mole pedra dura…

No longo prazo, as pessoas que consomem esse tipo de conteúdo/produto tendem a adotar uma certa versão do estilo americano de consumo.

Exemplo 2. Os Filmes da Disney.

Disney

Os filmes da Disney também mostram como a indústria cultural afeta a sociedade de forma direta.

Isso porque suas fórmulas de narrativa são idênticas. As mesmas ideias são recicladas e vendidas repetidamente, como forma de entretenimento.

Seus consumidores, por sua vez, tendem a gerar expectativas fictícias sobre a realidade:

  • A realidade é dividida entre heróis e vilões;
  • O bem sempre vence o mal;
  • Relacionamentos felizes acontecem quando o príncipe encantado encontra sua princesa. Juntos, eles vivem felizes para sempre.

Assim, quando a vida real deixa de atender às expectativas irreais dessa narrativa perfeita, é comum que os indivíduos se sintam frustrados.

Exemplo 3. Sexo, Drogas e Rock’n Roll.

A indústria cultural também abrange o mundo da música.

Veja, por exemplo, a fórmula de rebeldia que se repete na maior parte das narrativas das mais famosas bandas de rock’n roll.

Ou então a ideia de superação, luxo e ostentação, sempre presente no mundo do funk, rap e hip-hop.

Por fim, considere também a forma como os sertanejos se vestem, os temas que se repetem, as melodias que se assemelham…

Indústria Cultural e Capitalismo.

O que é industria cultural?

Assim, dentro da indústria cultural não há escapatória.

Nossas decisões e criações se parecem com simulações previsíveis de outras mercadorias que circulam na indústria cultural.

Afinal, mesmo quando acreditamos fazer escolhas livres, nosso leque de opções já foi pré-selecionado.

Em todo caso, o motor do poder absoluto do capitalismo é alimentado pelo monopólio da cultura de massa.

Somos destinados a uma imitação não original.

Indústria Cultural e Redes Sociais.

Senso Crítico

Entre os benefícios e malefícios do avanço da tecnologia, as redes sociais nos aproximaram ainda mais da indústria cultural.

Agora, a padronização é regra também no Instagram, Facebook, Twitter…

Percebi os prejuízos do contato constante com a cultura de massa quando entendi meu vício em redes sociais.

Então, tomei uma atitude para dar a volta por cima.

Escrevi um artigo completo onde expliquei passo a passo como eu troquei as redes sociais por livros.

Agora, quero compartilhar minha experiência com você.

Isso porque acredito que esse manual prático pode transformar a sua vida, assim como transformou a minha.

O link está logo abaixo.

Como Troquei o Vício em Redes Sociais por Livros? (10 Passos)

Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *