Categorias
Significado

O que é Empirismo? Resumo Prático em 5 Passos

Empirismo é a filosofia do conhecimento pela observação.

O termo tem origem na antiga palavra grega “empeiria“, que significa “experiência“.

Segundo este sistema filosófico, a melhor maneira de obter-se conhecimento é através da experimentação, com o uso dos sentidos:

  • Ver;
  • Ouvir;
  • Tocar;
  • Sentir as coisas diretamente.

Nesse sentido, adeptos radicais da filosofia empírica acreditam que o saber empírico é o único tipo de conhecimento que realmente importa.

1. O que Significa Empirismo?

O que é Epistemologia? Empirismo e Racionalismo.

Empirismo é um sistema filosófico que tem origem dentro da epistemologia.

Seu principal objetivo é explicar a origem do conhecimento.

  • Como sabemos o que sabemos?
  • É possível confiar no conhecimento que temos?
  • Como as experiências estão relacionadas ao que sabemos?

Tanto nas atitudes cotidianas quanto nas teorias filosóficas, as experiências referidas pelos empiristas são as mesmas que surgem da estimulação dos órgãos dos sentidos.

Dessa forma, as respostas dadas pela experiência empírica são de extrema importância para a história da ciência.

Isso porque pois vários pensadores ao longo dos séculos propuseram que todo conhecimento deveria ser testado empiricamente, em vez de apenas através de experimentos ou cálculos racionais.

2. Empirismo e Racionalismo.

o que é existencialismo?

Empirismo e racionalismo são dois sistemas filosófico que buscam explicar a origem do conhecimento de formas diferentes.

Enquanto o pensamento empírico fundamenta seus resultados na experiência sensorial, o racionalismo se baseia no uso da lógica racional e da intuição.

Apesar das diferenças entre racionalismo e empirismo, nem sempre tais sistemas estão em conflito.

É possível, por exemplo, ser racionalista na matemática, e empirista na física. Nesse sentido, racionalismo e empirismo só entram em conflito quando pretendem explicar o mesmo assunto.

Além disso, quando usados ​​de forma descuidada, os rótulos “racionalista” e “empirista“ atrapalham o avanço do nosso entendimento sobre o tema.

Leia também:

O que é Racionalismo? Resumo Completo em 10 Passos

3. O que é Método Indutivo?

Memento Mori

O método indutivo é uma forma de inferência utilizada para dar fundamento ao empirismo.

Uma inferência é uma conexão lógica entre duas afirmações:

  1. A primeira é chamada de premissa;
  2. A segunda é chamada de conclusão;
  3. Deve ter alguma justificativa para conectar a premissa com a conclusão.

Nesse sentido, as induções são inferências baseadas em probabilidade razoável, e servem de base para o empirismo.

Assim, se a premissa for verdadeira, provavelmente a conclusão também será verdadeira.

Por exemplo:

  1. Premissa: Todos os dias até hoje, o sol nasceu no leste e se pôs no oeste.
    Conclusão: O sol provavelmente continuará nascendo no leste e se pondo no oeste.
  2. Premissa: Toda vez que uso o abridor de latas, meu gato entra correndo na cozinha.
    Conclusão: O gato provavelmente pensa que estou abrindo uma lata de atum.
  3. Premissa: Alfredo visitou quatro lugares hoje, e Marcos foi para esses lugares logo depois.
    Conclusão: Marcos provavelmente está seguindo Alfredo.

Note que o raciocínio indutivo começa com observações particulares de um padrão, que induzem a compreensão de uma regra geral.

Por exemplo, todo mundo conhece a regra geral no Exemplo 1: o sol sempre nasce e se põe da mesma maneira.

Essa regra é baseada em uma enorme acumulação de dados, não em uma “prova” matemática ou derivação de outras regras abstratas.

4. Empirismo na Prática.

Senso Crítico

Desde que os seres vivos tenham cérebro, eles fazem inferências indutivas.

Ratos de laboratório, por exemplo, aprendem a evitar o canto eletrificado de sua gaiola, inferindo prováveis ​​eventos futuros através de experiências dolorosas do passado.

Peixes-zebra detectam pequenas flutuações na água e inferem (conscientemente ou não) o tamanho provável de um peixe que se aproxima através da água turva.

Em casos como esses, o cérebro do animal está fazendo uma inferência indutiva.

Se não pudéssemos usar o raciocínio indutivo, não sobreviveríamos a um único dia.

Quando você vai à geladeira para fazer um lanche, você o faz com base em uma inferência indutiva: “normalmente, quando eu vou à geladeira, há algo para comer“. Portanto, provavelmente haverá comida lá hoje também.

Além disso, o raciocínio indutivo diz que fazer más escolhas provavelmente levará à infelicidade no futuro.

Essas inferências são todas baseadas em probabilidade e experiência anterior, não em certeza lógica.

5. Ciência.

Empirismo e Ciência

O empirismo foi e continua sendo fundamental para o método científico, e para o desenvolvimento da ciência.

Isso porque o conhecimento empírico enfatiza evidências, em especial as descobertas em experimentos.

Nesse sentido, o empirismo justifica sua hipóteses e teorias apenas por meio da observação dos resultados de experimentos.

FONTE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *