Categorias
Estoicismo Reflexão Significado

Memento Mori: A Filosofia Estóica Contra o Medo da Morte

Memento Mori: A Filosofia Estóica Contra o Medo da Morte.

Lembre-se da morte”.

Sim! – essa lembrança é desconfortável. Em especial na cultura ocidental, tão acostumada a enxergar a negação da morte como uma fonte de alívio.

Por outro lado, a filosofia estóica ensina que a constante lembrança de nossa própria finitude é como um remédio contra o medo de morrer.

Assim, o segredo da filosofia estóica para uma vida bem vivida está no Memento Mori.

O que é Memento Mori?

O que é Memento Mori?

Nosso tempo é limitado, e, afinal, um dia essa louca experiência chamada vida fatalmente terá um fim.

Nesse sentido, memento mori é uma expressão latina que leva um claro lembrete do estoicismo: a morte é inevitável.

Por isso seu significado, ao pé da letra, é “lembre-se da morte“.

Memento Mori.

Por que Lembrar-se da Morte?

Por que lembrar-se da morte?

Para os pensadores estóicos, morrer é mudar. E a mudança, por sua vez, é sinônimo da continuidade da vida. Assim, se a morte é parte inevitável do ciclo vida, então ela jamais deveria ser temida.

Muito pelo contrário: memento mori é um incentivo para aproveitarmos a vida como um presente único, sem desperdiçar nosso tempo com coisas banais.

Não é curto o tempo que temos, mas dele muito perdemos. A vida é suficientemente longa e com generosidade nos foi dada, para a realização das maiores coisas, se a empregamos bem.

Mas, quando ela se esvai no luxo e na indiferença, quando não a empregamos em nada de bom, então, finalmente constrangidos pela fatalidade, sentimos que ela já passou por nós sem que tivéssemos percebido. 

O fato é o seguinte: não recebemos uma vida breve, mas a fazemos, nem somos dela carentes, mas esbanjadores.

A vida se estende por muito tempo, para aquele que sabe dela bem dispor”.

– Sêneca.

Se você deseja aprofundar seus estudos sobre o estoicismo, e os elementos da filosofia estóica, recomendo a leitura gratuita desse livro.

Por fim, desejo a você, caro leitor: “Memento Mori“.

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *